h1

Duelos na Corte da Névoa

abril 30, 2008

O castelo do Alto Conselheiro Halesk Malorn, era feito de madeira escura, imponente com duas longas colunas na entrada, a primeira grande porta era feita de madeira maciça e esculpida com temas florais, havia um longo lance de escadas para chagar até ela e facilmente passavam 4 homens lado a lado por seu arco.

Os Heróis estavam agora no primeiro salão e o capitão da guarda vinha recepcioná-los, era um homem que não gostave de surpresas, e havia tido muitas surpresas nestes tempos, daí seu mau humor.

– Podem entrar, mas devem deixar suas armas na presença do alto lorde, e você Elfo deve deixar esse animal imundo lá fora. Falou o Capitão, Com a segurança de mais quatro soldados.

– Mas, Clauron é especial, ele é mág… Começou a explicar Eldrim, mas já sendo interrompido.

– Eu já disse que este estúpido animal não pode entrar !!!! O capitão estava ficando sem paciência.

– Ele é mais inteligente que você !!! Disse o irritado mago, mentes ignorantes, pensava ele.

– Já chega!!! Homens escoltem esse “Elfo” até os limites da cidade, se ele ousar retornar cortem a cabeça dele! Com a ira visivelmente crescendo nos olhos, o Capitão não via muita diferença entre um elfo em um drow. Eldrim foi levado pelos soldados temerosos de sua magia, mas valentes em espírito e deixou o salão.

Coma saída de Eldrim o capitão visivelmente mais calmo disse ao resto do grupo: – Podem entrar, mas antes deixem suas armas.

– Jamais me separo de minha espada, ela é meu legado, porém dou minha palavra de honra que não a usarei em seus salões. Disse Kantras, o capitão assentiu com a cabeça. Os demais deixaram suas armas, como era de costume no salão do Alto Conselheiro.

Ao entrarem no salão de conferências, viram o Alto Conselheirro sentado em um trono de madeira que ia até o teto da sala, que era bem alto por sinal, seu manto e capa cobriam todo assento e tocavam o chão, ja havia passado da meia idade, mas mantia o vigor de um jovem guerreiro, ao seu lado jazia uma espada bastarda cravejada a qual acariciava demonstrando confiança.

Ao seu redor, estavam homens velhos e bem vestidos, trajes nobres, mas os rostos queimados de sol e mãos calejadas, indicava fazendeiros, nos quatro cantos dez soldados usando malha e portando alabardas não se mexiam, apenas observavam. Lucius que era um ceonselheiro foi se juntar a seus pares.

– Sejam Bem vindos, Vejo em suas mãos que trouxe a tocha, você cumpriu sua promessa, és um homem honrado. Disse o Alto conselheiro com um sorriso em seu rosto.

A resposta foi uma cabeça de Orc jogada aos pés do alto conselheiro, junto dela havia o símbolo de Bane, uma moeda com a face da rainha Negra Esperança gravada, e uma carta dizendo ” Matem todos, peguem a tocha”.

– Mas… o que é isso? O que está acontecendo? Disse o Perplexo lorde.

-Fomos traídos, alguém mais sabia da minha vinda com a tocha, e avisou os zhentarim, e somente duas pessoas sabiam da minha vinda, eu e você. Disse Kantras com sinceridade. – Está me chamando de traidor? O lorde começava a achar esta visita não tão agradável. – Jamais, confio na sua palavra, mas um de seus conselheiros está vendido aos zhentarim, o lorde deve tomar cuidado com as pessoas que o cercam, eles desejam a tocha mas não como proteção para seu vale.

Primeiro suja seu chão com uma cabeça imunda de orc, agora ofende o senhor e seus conselheiros? qual será o limite das ofensas deste cavaleiro meu lorde? Saindo de trás de uma cortina uma mulher de armadura completa, rosto pintado e capa vermelha.

Quem é você que se intromete sem ao menos se apresentar ? nem membro deste conselho você é! Lucius se interpôs na hora certa, pensava kantras.

Vai permitir isso? Lorde !!! Mostre seu poder, faça alguma coisa? Falou a mulher com veneno entre os dentes.

– Ela é uma sacerdotiza de Sune enviada pelo Vale da cicatriz para nos ajudar. Veio em paz. disse o lorde pensando em dar um fim as provocações.

– Acha que míseros Orcs podiam algo contra mim Zentarim? é melhor tomar cuidado, “Zhentarim”!!! Kantras disse enfurecido pela presença da mulher.

– Em teu nome e com minha fé eu Paraliso meu Inimigo!!! Disse a sacerdotiza com ênfase apontando para Kantras. Porém ele continuou a se mexer,graças a grande vontade, dirigindo a mão instintivamente a espada.

Lembre-se de sua promessa Helder, e você, ele é meu convidade e vai ficar em meu castelo, esta reunião está encerrada… por ora! Disse o lorde pondo um fim a discussão.

Antes de sair, kantras disse para si mesmo e para todos. – Eu sempre cumpro a minha palavra.

Anúncios

6 comentários

  1. uahuahuahuaa

    O Soubhia eh foda!!!
    uahuahuhaua
    abrass!!!


  2. Seguinte…

    1. Estou com o Ivo. Dias 10 e 17 estou livre para jogar.

    2. A história tá muito boa!

    3. Quem é Lucius? É NPC ou jogador novo?

    4. O Soubhia é foda!


  3. Dia 16/7 fica bom pra mim..


  4. O Luccius sou eu!!
    Gostou!!


  5. Bahhh! Gostei pra caralho!!

    O que tu é seu demonho??
    Fala do teu persona aí!


  6. ta na hr de ATT…



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: