h1

Heróis – Um bem Necessário

setembro 2, 2008

Completando um excelente post da Vivi a Nerd fêmea ( link do lado ), e baseado em algumas experiêncas narrando Mutantes e Malfeitores, resolvi fazer um post sobre heróis.

Existe uma grande diferença entre um aventureiro e um herói, o aventureiro está no caminho do perigo por objetivos pessoais e força de vontade, mas o herói está no caminho do perigo por uma causa maior. Muitos jogadores, especialmente de vampiro desdenham da moralidade dos personagens e criam monstros amorais e assassinos cruéis, poucos se esquecem que o cenário de vampiro é uma luta interna contra a própria maldade.

 Na minha campanha  de M&M eu vi jogadores e personagens lidando com a morte com pura banalidade, como se estivessem cortando uma árvore ao matar uma pessoa, e quando matam um inocente, sai um ” foi mal aí!”.

Um herói mata? Sim em D&D e muitos sistemas ele mata, mas não sente prazer nisso, e não encara a morte com leviandade, ele vive em um mundo cruel e violento, é matar ou morrer, e ele vai matar, mas dificilmente ele vai executar alguém indefeso e implorando por sua vida ou matar alguém só porque é conveniente.

Um herói rouba? o Ladrão é o anti-herói, ele toma atitudes que os outros consideariam indignas como atacar pelas costas ou roubar alguém. Mas mesmo ele ( o herói ladino ) ainda tem algum tipo de código e conduta ou bússola moral. certamente roubar as joias de um senhor feudal que cobra altos impostos é uma ótima liçaõ de moral, mas nunca roubaria o velho ferreiro honesto. ele deixaria uma donzela “desonrada” na estrada, mas  não ignoraria um filho que ele gerasse. esse tipo de herói da lições de moral usando truques sujos ou trapaças.

O atributo principal de um herói – EMPATIA,  um herói sabe que se ninguém mais pode fazer o serviço, sabe que se ele não fizer outros vão sofrer, sabe que existem outros que dependem e contam com ele.

E mesmo assim, os outros podem não lhe ser gratos, e que se ele não o fizer sua consiência o persiguirá pelo resto da vida. No fundo ó herói faz atos heóicos somente para que os outros tenham a oportunidade de viver suas vidas em paz, coisa que o herói nunca terá, ou para que seu filho possa crescer em um mundo mais justo.

Existem três tipos de Heróis que são classificados por sua origem:

The Chosen One

   Jhon Connor

Este herói nasceu predestinado, seja pelos deuses ou por uma profecia, o fato é que ele tem o poder de mudar o mundo. Ele é melhor, mais forte e com moral elevada, sua determanção vem de seu destino, ele pode fugir por um tempo, mas não pode negar seu propósito. 

Eu Tenho um sonho…

 Hiro Nakamura

Este herói tem uma meta a cumprir, um sonho e um objetivo, ele não era perfeito, mas treina seu corpo e espírito pra isso. somente no caminho deste objetivo ele vai se sentir realizado, talvez ele se espelhe em alguém ou seja um visionário querendo mudar o mundo.

Nascido da Tragédia

 Call me V

Este herói é obrigado a seguir o caminho do heroismo, ele sofreu bastante e vai garantir que ninguém mais sofra como ele, alguns deles costumam agir com atos duvidosos, mas todos eles querem vingança ou reparação. ele não é perfeito, mas ele se esforça pra ser digno da sua missão auto imposta.

 

em contrapartida a empatia do herói também existe a repulsa dele por alguém ou alguma coisa, ele não só combate aquilo, mas tamb´m faz de tudo pra nunca se parecer com o que ele odeia. E ele usa o vilão como um espelho, pra guiar sua moral.

algo como:

– Você não vai me matar? é um idiota mesmo!

– Se eu fisesse isso eu seria igual a você! lembre-se hoje você foi derrotado!

E tem mais, os heróis são a força da mudança e o guia das gerações futuras, eles com seus atos e exemplos mudam a sociedade, e são lembrados eternamente. Muitos dizem que eles vão pra Valhalla.

Anúncios

7 comentários

  1. Mui bem, Aguirre. Gostei muito do post. E de fato, acho que os jogadores estão perdendo um pouco do “romantismo” (e eu NÃO estou falando no sentido literal da palavra), e não estão encarnando tão bem assim o personem pelo menos ao ponto de parar pra pensar o que esse personagem iria sentir com o ato x ou y.

    :**


  2. pois é…já joguei com um senhor das sombras muito mal, mas q sempre protegia gaia


  3. Dito e apoiado! A nova leva de JOGADORES-e não RPGistas-surge em cascatas, povoando o mundo de desastres psicologicos e má imagem para os bons. Devemos…repito…DEVEMOS guiá-los para a representação(teatro)e incentivar a leitura de bons titulos , onde a imaginação-que é o poder de um RPGista- será sempre alimentada e conseguentemente aumentando a qualidade dos integrantes.

    E decer o cacete dos problemáticos que vêem o RPG com fuga da suas decepções. RPG é uma arte que poucos gênio podem manipular e aplicar com perfeição.

    Sem mais…SOUBHIA “MASTER of the masters!”


  4. Olá Aguirre,

    Artigo bem organizado. Gostei da categorização e veio na hora certa (domingo tem jogo!)

    De curiosidade, vc conhece a “Jornada do Herói”?


  5. nops, porque?
    o que é?


  6. Saudações! Estou iniciando um blog dedicado exclusivamente ao D&D, mais precisamente à sua quarta edição. Gostaria de convidá-los a visitá-lo e, se gostarem do conteúdo, retornarem com freqüência e, se REALMENTE gostarem do conteúdo, me ajudarem a divulgá-lo, me dando um cantinho no seu menu lateral com o link. Lembrem-se: eu poderia estar matando, eu poderia estar pilhando. Mas não, eu estou aqui humildemente fazendo uma jogada de diplomacia pedindo espaço! 😛

    Desde já agradeço!


  7. Oi, gostei muito de sua página, e sobretudo, desse texto sobre heróis. Sou escritor e escrevo literatura fantástica, e como tal, possui heróis.

    Acho os heróis extremamente importantes, pois eles são os exemplos, além de serem aqueles que abdicam de tudo para que os outros sejam felizes, mesmo que para isso eles tenham de se sujeitarem a uma vida sem felicidade.

    Vou lançar um livro agora, esse mês. O livro se chama Vale dos Elfos, e nele tem um herói chamado Oberón, que é desse estilo de herói que se sofreu uma tragédia.

    O livro também possui vampiros e outras criaturas fantásticas bem interessantes, depois se quiser, me visite em meu blog, que não é sobre RPG, mas que em breve vai começar a anunciar o livro e falar a respeito.

    O blog em si é de poesia, não sei se vocês gostam, mas eu pelo menos adoro. Mas de qualquer forma, vou começar a colocar algumas coisas do livro lá em breve.

    O endereço é: atilasiqueira.blogspot.com

    PS: Não sou ligado a área do RPG, mas acho muito interessante. Espero podermos interagir.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: